29 de fevereiro de 2012

8º capítulo – o julgamento


No capítulo anterior...

   Socorro responde algumas dúvidas que o delegado Marcos tinha sobre o Kayo e o Maicon. Stella pergunta se Kayo quer morar de uma vez com ela e Ubiratan. Kayo aceita com muita felicidade. Kayo pede para Stella não contar nada a Ubiratan até eles chegarem do colégio. No colégio, as garotas ficam comentando o tempo que Maicon está preso. Klara chama Thaís de burra, mas tudo se resolve sem intrigas. Ubiratan diz a Nayara que ela não precisa ficar tímida quando ele e Kayo estiverem por perto. Ela diz que é meio difícil falar com eles depois de todos esses ocorridos. Kayo diz que acredita em Nayara, mas não no Maicon. A mãe de Maicon é chamada para ir depor na delegacia. O delegado Marcos lhe faz algumas perguntas. 

Delegado Marcos: vamos logo minha senhora, responda-me isso agora.
Maria: senhor delegado, que eu saiba, ele não saiu porque eu
peguei e fechei a porta para que ele não saia, mas não tem jeito, toda vez que eu faço isso, ele consegue fugir, não sei por onde, mas sei que foge.
Delegado Marcos: então quer dizer que a senhora trancou ele dentro do quarto dele, mas não sabe se ele ficou ou saiu.
Maria: isso mesmo.
Delegado Marcos: vou lhe fazer mais uma pergunta e pronto.
Maria: pode fazer.
Delegado Marcos: o Maicon é muito de ficar brigando com os outros?
Maria: na escola que eu saiba, não, mas na rua, ele briga quase todos os dias, ele ultimamente anda muito agressivo.
Delegado Marcos: obrigado pelo depoimento.
Maria: de nada.

Enquanto isso na casa do Kayo...
Kayo: chegamos dona Stella, já podemos dizer a supressa a Ubiratan.
Ubiratan: que supressa?
Stella: a que o seu amigo aí vai morar com a gente, a partir de hoje ele faz parte da nossa família.
Ubiratan: áh mãe, eu não acredito, estou muito feliz.
Stella: então ligue para todos os amigos porque hoje de noite nós vamos comemorar.

Enquanto isso na 16º Delegacia...
Delegado Marcos: Everton, eu já tenho o que precisava para o Maicon ir a Julgamento.
Policial Everton: que bom senhor.
Delegado Marcos: eu já enviei tudo que tinha sobre ele e o TRJ
(tribunal regional judiciário) já marcou a data do julgamento para daqui a 3 semanas.
Policial Everton: então é melhor nós já começamos a distribuir as cartas para os familiares e amigos.
Delegado Marcos: é isso mesmo, vamos adiantar todo nosso trabalho para que fique melhor de ser trabalhado.

1 semana depois, diretoria do colégio SDF...
Socorro: professores, já chegou a carta com a data do julgamento do Maicon.
Gustavo: está marcado para quando?
Socorro: para daqui a 2 semanas, será numa terça.
Pedro: eu não sei o que é, mas estou sentido algo estranho no meio de todo esse julgamento do Maicon.
Marta: é, vamos esperar para ver o que dar.

Voltando para casa do Kayo...
Stella: garotos chamem os seus amigos aí por um estante.
Kayo e Ubiratan: tá certo.
Kayo: galera, vamos aqui porque a dona Stella está chamando.
Ubiratan: pode falar mãe.
Stella: garotos, o julgamento do Maicon foi marcado para daqui a duas semanas, em uma terça-feira.
Kayo: até que fim vão fazer o que se deveria ter feito a muito tempo.
Nayara: eu não estou mim sentido bem...
Wanessa: segura ela Ubiratan.
Ubiratan: pronto. Vamos levar ela para casa porque é melhor.
Stella: vamos no meu carro.
Kayo: levem ela até o carro com cuidado pessoal.

2 semanas depois, dia do julgamento do Maicon no TRJ...
Deborah: Nayara e Fabiano, vamos nos sentar porque o julgamento vai começar.
Nayara: Deus, faça que o Maicon saia dessa.
Juiz Severo Almeida: vamos nos sentando, pois iniciaremos a seção julgatório do senhor Maicon dos Santos Vieira.
Stella: Ubiratan, cadê o Kayo que ainda não chegou.
Ubiratan: não sei mãe.
Stella: pergunte aos seus amigos se eles viram o Kayo.
Ubiratan: está certo, vou perguntar. Galera, vocês viram o Kayo?
Wanessa: eu não vir não. Você viu Klara?
Klara: eu e a Mellody vimos ele quando estávamos vindo para o TRJ, mas depois perdemos ele de vista.
Ubiratan: valeu então. Vou avisar a minha mãe.
Juiz Severo Almeida: tragam o réu Maicon dos Santos Vieira.
Delegado Marcos: vai pegar logo Everton.
Stella: iaí, achou o Kayo?
Ubiratan: não, mas a Klara disse que ela e a Mellody viram ele quando vinham.
Stella: então faça assim filho, var atrás do Kayo e quando encontra-lo, corra bem rápido.
Ubiratan: certo mãe.
Juiz Severo Almeida: silêncio no tribunal. Apresente-se réu Maicon dos Santos Vieira.

Não percam os próximos capítulos de
SDF – Coração Rebelde

Escrito por: Genderson Souza.

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigado! E comente a vontade!!!!

Seguidores